segunda-feira, setembro 28, 2009

maravilhosa graça



Canção De Um Devedor

(Ezequiel Santos)

Pobre de mim devia e não tinha como pagar
Julgado e condenado fui sem ter como apelar,
A dura lei dizia assim, que minha vida chegara ao fim...
Alguém olhou do céu e viu minha situação
Se comoveu e decidiu, mudar minha condição
A boa graça dizia assim, meu filho entrego a morrer por ti...

Graça sem igual, sei que não era merecedor
Pois sem perguntar, sem se importar se eu diria sim,
Ainda sim pagou, o que eu devia.

Por mais que eu faça, não terei como pagar
Por mais que agradeça, ainda faltará...
Darei minha vida, num sacrifício de louvor
E minha canção será,
Canção de um devedor!

Cada canção será...
Canção de um devedor!


conheci esses caras neste final de semana.
muito bom!!!!

Um comentário:

Joselito Otílio disse...

Desculpe a invasão, mas amo poesia e mim tornei seguidor do teu blog.Parabéns porque ele tá lindo, sem contar a beleza espressa em cada poema... Parabéns!

Na oportunidade lhe convido a visitar o meu e postar ou algum poema ou comentar alguns dos que já estão lá e por favor não mim deixe constragido se não se tornar um seguidor...!


http://joselitootilio.blogspot.com/2009/12/httpwww_16.html